terça-feira, 27 de novembro de 2007

E agora apresento-vos as duas últimas meias-páginas deste terceiro ciclo de 5:

Enquanto introdução, pode-se dizer que este conjunto de 3 c. de 5 m-p contém a história toda em botão. Aliás, eu sei que é isso que se entende por "introdução"...
A conclusão já está definida nas suas linhas gerais: será também composta por 3 ciclos de 5, no primeiro dos quais assistiremos ao único encontro nesta história de Fernando Pessoa com os seus principais heterónimos (A. Caeiro, R. Reis e A. de Campos, como manda a tradição) em que se irá falar de poesia. O segundo será sobre o acontecimento verídico em que F.P. vai entregar um exemplar da Mensagem à Ofélia Queiroz, só que acaba por não o fazer pessoalmente... Mais tarde o jovem poeta Carlos Queiroz dirá que F.P. lhe terá perguntado pela sua tia, os olhos «marejados de lágrimas» («Bela alma, bela alma...»). O terceiro ciclo de 5 será sobre a morte de F.P. e as últimas palavras que terá escrito: «I know not what to-morrow will bring».

Não sei o que entretanto será acrescentado ao conteúdo desses c. de 5, porque, por exemplo, dificilmente será interessante fazer cinco m-p só com o episódio da entrega falhada do exemplar da Mensagem a Ofélia; mas é para mim um reconforto saber que a história me terá entretanto fornecido mais elementos...

Paradoxalmente (e é isto que eu entendia por "obstáculos" no segundo post deste blog), não sei, apesar das três versões já realizadas do argumento (uma à mão e duas no computador), o que o "amanhã" desta história me irá trazer, nem como lá irei chegar, já que o caminho é longo e os erros possíveis são numerosos (como foi o caso da m-p rejeitada, tb no 2º post). (Os argumentos não contemplam o lado gráfico-sequencial da história, mas antes a articulação dos dados biográficos com invenções narrativas, como é o caso do aparecimento da personagem Morte).

... Mas, o que esperar de uma história que me foi inspirada por um sonho em que me apareceu o Fernando Pessoa, enigmaticamente silencioso, para logo a seguir desaparecer... (No dia seguinte, como que para apaziguar um desassossego que eu não relacionára imediatamente com essa "aparição", desenhei a tira que apresento no 1º post).

1 comentário:

CONSTRUTORES disse...

Adoro esta página!"Never More".
De: A colorista.